SALMOS 126:6

Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com algria, trazendo consigo os seus molhos.

Artigos

E SE O FIM FOSSE HOJE?

A luta contra o envelhecimento, na tentativa de descobrir o elixir da juventude, tem levado gerações a viver uma vida focada no corpo, e enriquecido a indústria que apregoa a beleza ocultando os sinais da idade. Fato é que, por mais que o homem procure manter-se jovem, seu fim chegará.
A Bíblia diz: “Há tempo de nascer e tempo de morrer...” Ec. 3.2. Entre um tempo e outro, ocorre a vida. Nela temos a oportunidade de contribuir para que o nosso mundo habitável torne-se aquilo que desejamos; e a matéria-prima que possuímos para isso é a materialização daquilo que verdadeiramente somos.
A falta de foco em um objetivo principal definido na vida, tem promovido o vazio e a valorização do supérfluo. Isso leva a pessoa a viver em torno daquilo que não produz os resultados que tenciona, envolvendo-a em problemas que sugam sua energia, levando-a ao desânimo, buscando manifestar na aparência ou em palavras, o que não consegue ser na realidade.
Essa conduta torna o homem perito em administrar problemas, mas nunca alguém que os soluciona. Com esse procedimento, as dificuldades sempre estão em seu entorno, mudando apenas de contexto ou personagens.
A falta de preparo, somada à despreocupação quanto à morte, torna o indivíduo despreocupado com sua realidade futura, pensando sempre que as coisas se resolverão, até mesmo lançando sua desordem administrativa da vida ao controle de Deus. A espera deste ato institucional divino, também conhecido como milagre, faz com que muitos não tomem a iniciativa de promoverem soluções, o que aumenta a desordem, tornando a vida e tudo que a envolve, sem sentido. Até por que Deus não faz o que é dever do homem fazer.
Geralmente, desenvolvem-se crenças de que mudanças irão ocorrer por algo novo que irá ocorrer ou chegar. Estamos às portas de 2017 e facilmente começaremos a observar pessoas que começam a projetar todo o bem do mundo e produção de resultados para o ano que irá se iniciar. Nada que já não tenham feito antes do início de 2016.
Virar a página do calendário não muda nada na vida. Muitos destes que ficam descomprometidos com Deus o ano inteiro, vão às igrejas no dia 31 de Dezembro, a fim de buscar uma bênção para o novo ano. Quando buscamos nas origens da Palavra de Deus as orientações para nossa conduta, podemos aprender com o princípio hebraico o que um novo ano nos ensina.
Para celebrar o ano novo, os judeus comemoram o “Rosh HaShaná”, que literalmente Significa “cabeça de ano”. A palavra hebraica para ano é shaná, que vem da mesma raiz de mudar. Com esta festa, apregoa-se a necessidade de mudança, corrigindo os erros cometidos, buscando novos caminhos para solucionar as demandas que estão travadas e ampliando as possibilidades daquilo que está dando certo.
No início do outono em Israel (o que é a nossa primavera), celebrou-se a entrada do ano 5777 pelo calendário Hebreu. Uma cultura como essa tem muito a nos ensinar sobre a vida e suas constantes mudanças.
Certo é que, sem a disposição de mudar, não existirá a possibilidade de obtenção de novos resultados na vida, bem como naquilo que se faz nela. E mudança só ocorre quando existe uma decisão no homem para obter novos resultados. Porque mudar por mudar, não muda nada; é necessário haver um propósito na mudança e esse propósito está ligado diretamente com o que você realmente quer ser, ter e onde quer estar.
Com a consolidação destes três pilares, o alvo principal fica definido na vida e os resultados passam a ser gerados quando as ações estão de acordo com o que foi definido como propósito. Assim, a vida torna-se organizada, e essa organização faz aflorar o seu verdadeiro sentido.
A vivência desta conduta gera tranquilidade para enfrentar o tempo de morrer, deixando um legado para ser seguido pelos que ficam e não problemas para eles resolverem. Se o seu fim chegasse hoje, como ficariam as pessoas que você ama e aqueles que estão no seu entorno?
A pessoa sábia é aquela que busca deixar soluções e não problemas sobre a sua memória, para que seus defeitos não maculem seu legado. Mas ao invés disso, a manifestação das soluções geradas apaga por completo qualquer falha ocorrida na jornada da vida.
Na Bíblia, quando Deus queria avisar alguém da hora de sua morte, uma das mais expressivas formas de linguagem era: põe em ordem tua casa. Isso faz parte do princípio divino para o homem resolver todas as suas questões e pendências enquanto está no caminho terreno.
“Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira, que alcancemos corações
sábios.” Sl 90.12
Pr. Luciano Stein
Teólogo
  • TRANSFORME SEU TALENTO EM OBRA DE ARTE

    Talentos todos temos, mas como algumas pessoas conseguem transforma-los em arte é uma inc...

    ver mais
  • FIDELIDADE E SABEDORIA EM TEMPOS DIFÍCEIS

    Tempos difíceis ou crises são cíclicos na história da humanidade. Ao estudarmos, desde...

    ver mais
  • E SE O FIM FOSSE HOJE?

    A luta contra o envelhecimento, na tentativa de descobrir o elixir da juventude, tem levad...

    ver mais